segunda-feira, 29 de março de 2010

Nua

Eu não tenho certeza
da minha decência,
nem da minha aparência,
nem da minha eficiência,
nem da minha inteligência.
Eu não tenho certezas!
Minha verdade é
sempre promíscua,
minha realidade não é nua,
minha pele nunca sua,
e pensar em ser tua
é como comer o queijo da lua.
Minha indecência é pura!
Minha incerteza
é saber
como fazer
para não ser
aquilo que esperam
de mim...
(Diane Beatris)

Nenhum comentário:

Alguém gostou muito!!

Loading...

Quando o arquiteto planejou o horizonte

Quando o arquiteto planejou o horizonte
seu coração ardia igual saudades...