domingo, 17 de outubro de 2010

A borboleta é minha amiga



The Bee is not afraid of me.
I know the Butterfly.
The pretty people in the Woods
Receive me cordially –

The Brooks laugh louder when I come –
The Breezes madder play;
Wherefore mine eye thy silver mists,
Wherefore, Oh, Summer’s Day?

A abelha comigo não se intimida,
A borboleta é minha amiga,
Os seres mais bonitos da floresta
Recebem-me com muita festa.

Os rios riem alegres quando eu passo,
Brinca mais doida a viração.
Porque então, olhos meus, toda essa névoa?
Porque, oh dia de verão?

Do livro livro Emily Dickinson – uma centena de poemas, tradução, introdução e notas por Aíla de Oliveira Gomes; apresentação de Paulo Rónai; prefácio de Ashley Brown – São Paulo, Ed. da Universidade de São Paulo, 1984.

Nenhum comentário:

Alguém gostou muito!!

Loading...

Quando o arquiteto planejou o horizonte

Quando o arquiteto planejou o horizonte
seu coração ardia igual saudades...