domingo, 3 de janeiro de 2010

A lua que eu te dei

Um comentário:

al.nauta para Morgana disse...

Sonho místico


Um sonho nebuloso numa noite terrena
Afeiçoado à lua crescente
Uma canção silenciosa numa luz eterna
Canta a chegada da alvorada
Pássaros em vôo estão chamando lá
Onde o coração move as pedras
Lá, onde meu coração anseia por você
Tudo pelo seu amor

Uma pintura em uma parede de hera
Aninhada no musgo verde-esmeralda
Os olhos declaram uma trégua de esperança
Então me afasta para longe
Onde oculto no deserto na hora do crepúsculo
A areia se derrete em piscinas do céu
A escuridão deita seu manto vermelho
Suas fontes de luz me chamarão para casa

E então é lá que minha homenagem é devida
Controlada pela quietude da noite
Agora eu sinto, sinto você se mover
E cada sopro é pleno
Assim está lá a dívida da minha homenagem
Controlado pela quietude da noite
Mesmo a distância parece tão próxima
Tudo pelo seu amor

Um sonho nebuloso em uma noite terrena
Afeiçoado à lua crescente
Uma canção silenciosa numa luz eterna
Canta na chegada da alvorada
Pássaros em vôo estão chamando lá
Onde o coração move as pedras
Lá onde meu coração anseia
Tudo pelo seu amor.

Alguém gostou muito!!

Loading...

Quando o arquiteto planejou o horizonte

Quando o arquiteto planejou o horizonte
seu coração ardia igual saudades...