sábado, 11 de setembro de 2010

Cantiga de amigo


_Aí flores, aí flores do verde pinheiro,
se por acaso sabeis novidades do meu amigo,
aí, Deus, onde está ele?

Aí flores, aí flores do verde ramo,
se por acaso sabeis novidades do meu amado,
aí, Deus, onde está ele?

Se sabeis novidades do meu amigo,
aquele que mentiu no que prometeu para mim,
aí, Deus, onde está ele?

Se sabeis novidades do meu amado
aquele que mentiu no que me jurou,
aí, Deus, onde está ele?

_Vós perguntais pelo vosso amigo?
Eu bem vos digo que ele está são e vivo.
Aí, Deus, onde está ele?

Vós perguntais pelo vosso amado?
Eu bem vos digo que ele está vivo e são.
Aí, Deus, onde está ele?

E eu bem vos digo que ele está são e vivo,
e estará convosco no prazo combinado.
Aí, Deus, onde está ele?

E eu bem vos digo que está vivo e são,
e estará convosco no prazo combinado.
Aí, Deus, onde está ele?

Cantiga de amigo - o autor, o rei d.Dinis, um dos mais famosos trovadores portugueses.
(Antologia da poesia trovadoresca galego-portuguesa)

Nenhum comentário:

Alguém gostou muito!!

Loading...

Quando o arquiteto planejou o horizonte

Quando o arquiteto planejou o horizonte
seu coração ardia igual saudades...